22 de out de 2016

LUCIANO CONCEIÇÃO - Descobrindo o meu Eu

No labirinto do eu
Faço descobertas
Pulsam muitas cores e amores
Não há como fugir das dores
Mas ainda bem que existem as flores
Arco-íris, colibris e a leveza de ser feliz
Em meio a confusão do ser ou não ser
Eis a questão, afinal o que sou?

Sou a mutação, a constante transformação!
Só não me permito ser a alienação
Onde bate um coração
Não pode haver exatidão
Sou a busca de um fio condutor
O caminho percorrido diz muito do que sou
O caminho a percorrer, indícios do que posso ser
Ah! Como é difícil ser!

AUTOR: Luciano Conceição

3 comentários:

Miliani Santana disse...

Lindo texto professor Luciano!!

Anônimo disse...

Adorei O texto professor..

Unknown disse...

Perfeito, das profundezas do coração.